Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

Podia ser Primavera

Névoa, luz branda, vento num corrupio, um silêncio desmesurado, uma vida que corre muito mais devagar.

Esta podia ser a descrição de uma passagem de um filme ainda a preto e branco, ocorrida nas margens do Sena, numa Paris cambaleante devido à Guerra.

Esta podia ser a descrição de um jovem apaixonado e não correspondido, sentado na pedra no Cais das Colunas em pleno Terreiro do Paço, olhando as margens de Inverno do imenso Tejo, sendo rasgado por Cacilheiros e pescadores em completo desvario.

Esta podia a descrição do autêntico faroeste que se tornou a Europa e o Mundo, de pistolas em punho e um feitio exagerado, prestes a derramar sangue pela terra batida.

Podia ser.

Mas é a descrição de um dia de merda como este.

IMG_20180530_123516.jpg

 

apoio-escolar-pnl-billboard

Peniche, até à próxima!

IMG_2030.JPG

IMG_2108.JPG

Foi com este pano fundo que me despedi de Peniche (a foto anterior era em Atouguia da Baleia, praia dos Supertubos) e que limpou o espírito de alto a baixo. Sou de um signo de água, e por isso o mar (mais do que a própria Terra) transmite-me emoções de grande relevo, e então poder dormir ao som dele...

Levo o mar comigo para o interior onde vivo (mesmo que passe o Tejo duas vezes por dia), mas nada se compara à força desconcertante do Oceano, da fúria do vento e da beleza que é estar nas rochas, na areia, com uma vista de se perder de vista.

E digo-vos mais: comi e bebi bem, em todos os bares e restaurantes que fui perguntaram-me se estava tudo do melhor, e aliar a vida à simpatia e à "boa onda" dos seus habitantes, o que podemos querer mais? (além de dinheiro)

E volto renovado, que é assim que deveriam ser todas as férias, não é?

 

apoio-escolar-pnl-billboard

Sabe como encarar uma Sexta-Feira de trabalho antes de umas férias

Já o tinha referido noutra altura, e eis que tive de recapitular, mas desta vez com outros argumentos:

  1. Tem de haver o fim para haver um começo. Profundo e ao mesmo tempo vago, e ao mesmo tempo estúpido.
  2. Se eu tivesse marcado férias para uma Sexta, este post não faria qualquer sentido.
  3. Vou de férias ou vou numa de deixar de trabalhar? Fica a dúvida.
  4. A partir de que idade é permitido ter férias só para comer e dormir, sem que os mais velhos tenham tendência para criticar?
  5. Gente maldosa vai dizer que tirei férias por causa da feira do livro. Mentira, nem teria ordenado suficiente para isso.
  6. Sabem aquela moleza que dá depois de almoço? Imaginem no último dia de trabalho antes das férias.
  7. Comi uma sopa, obrigado. Não era bem uma sopa, era entulho com um bocado de água no meio.
  8. Apetece-me um chocolate. Tragam-me..
  9. Eram para ser argumentos sérios. E são.
  10. Agora a sério...a afirmação presente no título era também para mim porque também não sei como encarar isto.

Trabalhem!

Esqueçam, isso aplica-se a mim também.

 

No entanto são 18h, podem sair...

 

Bom fim-de-semana!

beach-exotic-holiday-248797.jpg

apoio-escolar-pnl-billboard

88ª Feira do Livro de Lisboa: um terror

Vou-vos confessar uma coisa.

Amanhã inicia-se a 88ª edição da Feira do Livro de Lisboa e este é daqueles eventos que me deixam sempre com o bichinho para visitar. O grande problema desta feira é que o espaço é demasiado pequeno para tanta gente, e quase que andamos a fazer de carrinhos de choque em tudo o que mexe. Sempre podemos ir para o jardim do meio, mas o risco de apanhar bicharada a subir pelo corpo acima é de 100%.

Bom, creio que até aqui está tudo bem.

O meu grande problema com esta feira é que creio não ganhar o suficiente para a quantidade de livros que me apetece comprar. Não é que queira devorar os livros na hora, mas há qualquer coisa em querer comprar livros que me faz desligar o disjuntor da ponderação e comprar, comprar, comprar.

Mas não é um livro qualquer, atenção. Mas que há muitos que quero...isso há.

Isto para dizer que vou esperar alguns dias porque não terei tempo para lá ir. Quando for, prometo comprar um ou dois para matar o vício e lê-los daqui a 20 anos, porque tenho tanta coisa para ler que conto ler coisas mais recentes lá para 2038.

2017-06-11 20.32.02.jpg

Vão também? Vamos ter uma mini convenção de bloggers Sapo por lá? Contem tudo!!

 

apoio-escolar-pnl-billboard

Há qualidade na escrita hoje em dia?

Devo alertar o leitor de que aquilo que vou escrever é desabafo e não crítica. E não é crítica porque os anseios, a vontade, o bichinho das letras fica com quem explora as coisas e as torna em algo que nos faça imaginar.

Escreve-se com pouca qualidade hoje em dia - muito pouco, direi melhor. E quando falo de qualidade, não falo na qualidade que nos soa ao ouvido mas na qualidade do que se escreve. A escrita, como aliás em toda a arte, depende exclusivamente do nosso trabalho. É preciso praticar muito para melhorar a técnica, os assuntos e o momento, e isso consegue-se com persistência e alma. Quantas vezes não andamos nós aqui a debitar coisas sem sentido à espera que nos soe artístico, ao invés de tentarmos sermos sólidos na escrita?

Penso muito nisso.

art-artist-background-316466.jpg

É preciso dominar o momento porque facilmente perdemos assunto. É humanamente impossível (posso estar errado) sabermos tudo, mas é preciso saber alguma coisa, sempre alguma coisa, para que possamos discutir com o papel tudo aquilo que possamos pensar das coisas. Não há nada melhor do que nunca morrermos por falta de argumentos. Nada!

E dito isto, direi que tenho cota parte dessa culpa porque nem sempre tenho assunto e quando tenho...

Mas vamos melhorar isto, para bem dos leitores que tornam tudo isto mais vivo, e para nós mesmo que nos sentimos mais capazes de partilhar alguma da nossa arte.

apoio-escolar-pnl-billboard

Pág. 1/3