Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

Não gostas, queres ver!

11.04.18

Tens tempo?


Peço ao empregado que me traga um café, um pastel de nata e a conta. Peço-lhe com o vagar de uma vida, para desfrutar do amargo do grão do café com o doce do pastel. 

Não se ri, se calhar é mau dia.

Como o compreendo.

Este frio, este cinzento de uma paleta pobre tem dado cabo da disposição e da alegria que só a luz e o sol trazem. E há tanta gente a precisa de luz que as guie...

Pago-lhe e com maneiras desejo-lhe um óptimo dia. Esboça um pequeno sorriso porque não lhe pagam para mais. Às vezes dá-me a sensação que muita gente é paga apenas para cumprir porque não podem eles próprios desempenhar a função. 

Saio. De mãos nos bolsos e com um podcast nos ouvidos vou espalhando a minha presença pelas ruas de Lisboa. O trabalho já vem e enquanto o tempo me permite, não quero saber disso para nada.

 

Faz o mesmo.

IMG_20180411_174828.jpg