Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

28
Fev18

Cara lavada, quem se atreve a entrar?

David Marinho

pexels-photo-373076.jpeg

Podia ser a minha mesa de trabalho mas não tenho nenhum produto da maçã ratada.

Hoje enquanto lavava a cara aqui do meu espaço, imaginei-me a ter novamente 15 anos e a mudar código HTML até às 4 da manhã. Realmente a arte de blogar é algo que se assemelha a uma segunda casa, em que cuidamos, fazemos e refazemos as coisas, mudamos e procuramos o melhor para nós.

O que falta? Falta aquilo é essencial: melhorar o conteúdo. O conteúdo é 90% do sucesso de qualquer espaço e isso só se obtém com dedicação, estudo e/ou inspiração. E nesse aspecto, fazer com que o leitor caia na esparrela é o maior desafio, e fazê-lo várias vezes é jackpot.

Por isso quem está habituado ao Domingo à tarde de sempre, continuem a partilhar comigo o mesmo gosto que o meu: a esceita. Aos novos, que sejam bem-vindos.

 

28
Fev18

O mau tempo veio para ficar?

David Marinho

26871521_1957026574559785_1970859560402944000_n.jp

Definitivamente o mau tempo veio para ficar, o que pede urgentemente abrigo. Encontro-me neste momento em total cativeiro, envolto de uma manta e a escrever-vos, como se fosse um artista. E continuo a dizer que, tal como ontem, o som da chuva a bater na janela tem qualquer coisa de zen e introspetivo, como se a mãe natureza nos quisesse dizer qualquer coisa. 

Mas daqui a pouco tenho de sair de casa e este mau tempo tem tudo menos de zen e introspetivo. Tem tudo de depressivo e chato, porque fica a roupa toda molhada, tornando-me todo eu um poço de gasolina para a gripe me chegar fogo à pele. 

Por isso eu sugiro que negociemos: enquanto estiver na rua sem abrigo, no mínimo, não chovas. Caso contrário, podem chover picaretas.

 

Tenham um "bom dia".

 

27
Fev18

Porque a chuva é tão mal amada?

David Marinho

Dia de chuva em dia de folga devia ser feriado nacional. A chuva nestes dias tem um traço especial: o som ao bater na janela enquanto se dorme ou descansa, o som violento quando vem em enxurrada que nem uma janela dupla consegue suster e, estando na rua a caminho de casa, poder estar debaixo dela sem qualquer pudor é qualquer coisa de extraordinário (não me façam engolir estas lindas palavras, se faz favor!). E é com esta chuva que eu percebo os gatos que acampam à janela por qualquer coisa, porque é movimento e óptimo para a fotografia, porque põe tudo a meia luz que serve tanto para não fazer nada como para simplesmente apreciar (mesmo não fazendo nada, ok).

Eu percebo que não tenha assim tantos adeptos, mas vamos apreciá-la uma vez que seja.

pexels-photo-459451.jpeg

Pág. 1/8

O que procuras?

leituras-verao-mrec

Quem sou eu?

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
Imagens retiradas do banco de imagens Pexels, quando não são da minha autoria. Entrem em contacto comigo caso queiram ver apagadas as fotos que sejam do vosso direito e da vossa autoria.