Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

20
Ago18

Liberdade de expresssão em 2018? Por quem me tomas?

David Marinho

Para onde caminhamos, afinal?

Para quem usa, como eu, redes sociais, blogues, etc para se exprimir, faz uso de uma liberdade de expressão que nunca poderá ser posta em causa se os factos relatados não puserem em causa a sua verdadeira essência. Proferir a verdade, seja ela qual for, seja ela criticável ou não, deve ser imposta para o bom funcionamento de uma democracia em pleno estado de direito. É com a verdade que nos devemos guiar, nos devemos organizar enquanto sociedade. E fico alarmado quando as pessoas que têm uma voz as façam constantemente calar, mesmo que não sejam ofensivas e sejam alvos de um intenso escrutínio que leva a que certas mentes doentes, a ameaçarem, sabe-se lá porquê, o bem mais elementar da nossa vida, que somos nós e a nossa família, de forma disparatada e gratuita. Não percebo o que leva as pessoas a saírem do seu estado aparentemente equilibrado (penso eu) para virem espreitar e alimentar um ódio que nunca pariu em mais lado nenhum senão naquelas cabeças ocas, atrofiadas, desequilibradas e cheias de nada. 

Não aconteceu comigo, mas aconteceu com alguém muito próximo, mesmo sabendo que quem partilha algo para o público em geral está sempre mais exposto. Como nós.

Por trás de um ecrã, teclado, há uma pessoas com ideias (riam-se...). E depende dela dar-lhe um significado. E nisto somos todos iguais, todos estamos aqui para dar significado ao que queremos dizer, ao que sentimos. Pior é quando tentamos dar significado a coisas que têm o seu significado próprio, e é por isso que nem todos percebem a ironia ou o sarcasmo, dotando-se de uma capacidade de policiar a internet que eu nunca vi na minha vida como agora. 

A minha opinião é a minha opinião e aprender a dizer "eu respeito-a mas não concordo" ou "estou totalmente de acordo" é da mais elementar regra do bom-senso e educação. Respeito que não se concorde, ÓPTIMO, só não respeito que não possa viver em paz com o que digo, com o que os outros dizem, se isso não ultrapassar a verdade e apenas a verdade.

barbed-wire-black-and-white-black-and-white-690800

20
Ago18

O caos em quatro cafés

David Marinho

O despertador toca,

o cérebro espanta-se,

o corpo move-se,

os olhos vão abrindo,

são tantas da manhã,

do dia x, e o tempo y

recomeço do trabalho.

E apodera-se de mim um cansaço ainda maior, o pão duro, falta iogurtes (o que comi este tempo todo?) e o café sabe a pouco. Entorno meia chávena para cima, os restos do café sujam-me a cozinha, a roupa a precisar de ser trocada, a fome, a sede, um despertar terrível - onde estou?

Zero palavras, zero movimentos bruscos, zero consciência do que faço até que se faça realmente dia. Meto as mãos na massa, telefono, ligo, respondo e resmungo, bocejo, bocejo, bocejo, e o tempo parou. Ainda há 2h eram 9h da manhã, como ainda são 9h da manhã?

Vêm os colegas, vem o chefe, vem o chefe do chefe e vem o chefe, do chefe do meu chefe. Uns cumprimentam, outros não, outros assim-assim

 

. E vem o almoço, solitário e sombrio, num esparguete aquecido que não lembra ao diabo. Café, o terceiro. Volto ao trabalho até sair.

Liberdade.

Sono, um despertar lento que não virá hoje. Bocejoooo longooooo. Muito sol, muito calor.

Sento-me em casa, silêncio, música, Domingo à tarde.

Olá e adeus, até amanhã.

animal-bear-big-451230.jpg

14
Ago18

Queria escrever mas não consigo

David Marinho

Às vezes acho que é por não estar lá em baixo que as coisas não saem, com uma intensidade que me podia vibrar ao escrever e isso preocupa-me. As vezes que me sentei aqui para começar, e recomecei tantas vezes que perdi a vontade de continuar. Um pouco como na vida, como aquelas pessoas que desistem, destruídas pelo cansaço de lutar por elas. Escrever é menos sofrível mas às vezes cansamo-nos, perdemos o foco e a inspiração. 

Mas a culpa é minha. Querer fazer disto arte em vez de fazer disto simples porto de abrigo, leva-me a não saber o que dizer, aliás, a dizer da forma que quero.

E isto é sintomático de uma coisa maior: quantas vezes nos perdemos em defeitos criados por nós, simplesmente porque mesmo que nos sirva, não nos traz nenhuma alegria imediata? Percebem o que quero dizer? Procuramos os efeitos imediatos, alguma recompensa imediata, e acabamos por perder a essência das coisas, que é uma coisa muito mais distante, que se estende no tempo. 

analysis-blackboard-board-355952.jpg

O que procuras?

leituras-verao-mrec

Quem sou eu?

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
Imagens retiradas do banco de imagens Pexels, quando não são da minha autoria. Entrem em contacto comigo caso queiram ver apagadas as fotos que sejam do vosso direito e da vossa autoria.